Mortes violentas crescem 18% no primeiro trimestre de 2020 no Maranhão

0
Levantamento foi realizado pelo G1 com base em dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA).

O Maranhão registrou um aumento de 18% no número de mortes violentas no primeiro trimestre de 2020 em comparação ao mesmo período do ano passado. Os dados fazem parte do levantamento do índice nacional de homicídios do Monitor da Violência, criado pelo G1, baseado em dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA).

Os dados apontam que de janeiro a março de 2019, foram registradas 350 mortes no Maranhão. Já no mesmo período deste ano, o estado registrou 428 ocorrências. Os crimes contabilizados são somente de homicídios dolosos (incluindo feminicídios) latrocínios e lesões corporais seguidas de morte.

Em março deste ano, início da pandemia do novo coronavírus no Brasil e no Maranhão, foram registrados 162 crimes, o que representa um aumento de mais de 25% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em relação a todo o país, o G1 apontou uma alta de 11% no número de assassinatos em março deste ano em comparação ao mesmo período de 2019. A alta no início deste ano vai na contramão de 2019, que teve uma queda de 19% no número de assassinatos em todo o ano.

O levantamento faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

G1 Maranhão

Santa Inês é o novo epicentro da Covid-19 na região

0

Segundo o Boletim Epidemiológico divulgado no final da manhã desta segunda-feira (25), pela secretaria municipal de saúde de Santa Inês, com data do dia (24) domingo, já são exatos 1007 casos confirmados de pessoas contaminadas com o coronavírus no município.

Um número cuja previsão poderia vir a ser alcançado lá para quarta-feira (27). Dos casos notificados, a metade foi descartada, não testando positivo para COVID 19, 1.234 casos. Os óbitos permanecem em 10, e os casos recuperados são 132. Há também 832 pessoas que estão em isolamento domiciliar acompanhados de equipes da Secretaria de Saúde.

Nesses números aqui publicados estão todos os casos contabilizados pela Secretaria Municipal de Saúde até ontem, domingo (24).

Via Agora Santa Inês

PF faz operação na residência oficial do governador do Rio de Janeiro

0
Há equipes também em outros pontos da cidade

Policiais federais estão neste momento no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Há equipes também em outros pontos da cidade.

De acordo com a Polícia Federal (PF), a Operação Placebo tem por objetivo apurar indícios de desvios de recursos destinados ao combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19) no estado do Rio.

Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), nos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro.

As investigações indicam a existência de um esquema de corrupção envolvendo uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do estado do Rio.

Agência Brasil*Matéria alterada às 7h40 de hoje (26) para atualização de informações

Plenário da AL-MA aprova estado de calamidade em mais 20 municípios

0

O plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, em turno único, na Sessão Extraordinária com Votação Remota por Videoconferência, realizada nesta segunda-feira (25), mais 20 projetos de decretos legislativos de calamidade pública em municípios. Os projetos foram solicitados pelos prefeitos das respectivas cidades em decorrência do agravamento da pandemia do novo coronavírus.

Foram aprovados os pedidos dos municípios de Amapá do Maranhão, Anapurus, Alto Alegre do Pindaré, Bacuri, Barreirinhas, Belágua, Bequimão, Bom Jardim, Carutapera, Central do Maranhão, Cururupu, Humberto de Campos, Jenipapo dos Vieira, Lima Campos, Nova Olinda do Maranhão, Pindaré-Mirim, São Bernardo, Sítio Novo, Trizidela do Vale e Urbano Santos. O relator da maioria dos projetos foi o presidente da CCJ, deputado Ricardo Rios (PDT).

O Imparcial

Polícia Federal prende suspeito de praticar trabalho escravo e tráfico de pessoas em São Luís

0

Segundo a PF, entre os meses de janeiro e fevereiro de 2020, na capital maranhense, dois homens do estado do Ceará reduziram treze trabalhadores a condição análoga à de escravos.

No último sábado (23), a Polícia Federal no Maranhão deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva, emitido pela 2ª Vara da Justiça Federal em São Luís, contra um suspeito de reduzir trabalhadores à condição análoga de escravo.

A prisão, que contou com o apoio da Delegacia de Polícia Federal de Juazeiro do Norte, no estado do Ceará, está relacionada ao Inquérito Policial que visa apurar a prática dos crimes de trabalho escravo e tráfico de pessoas, cometidos em São Luís.

Segundo a PF, entre os meses de janeiro e fevereiro de 2020, na capital maranhense, dois homens do estado do Ceará reduziram treze trabalhadores a condição análoga à de escravos.

Consta nas investigações, que os homens sujeitaram os trabalhadores a condições degradantes de trabalho e restringindo, por meio de intimidações, o retorno deles para o estado/município de origem, em razão de dívidas contraídas.

Após a instauração do Inquérito, os trabalhadores passaram a ser ameaçados de morte pelos investigados. Diante das ameaças, a PF do Maranhão solicitou apoio da Delegacia de Polícia Federal de Juazeiro do Norte para dar informações sobre a atual localização dos investigados.

Ao localizar os suspeitos, a PF foi até o endereço dos investigados e conseguiu prender um deles. O segundo não foi localizado e é considerado foragido.

Os investigados serão indiciados pela prática dos crimes previstos nos artigos 149, caput, e 149-A, inciso II, ambos do Código Penal. Os quais referem-se aos crimes de reduzir alguém a condição análoga à de escravo e traficar pessoas.

Trabalho escravo no Maranhão

Segundo dados do Observatório da Erradicação do Trabalho Escravo e do Tráfico de Pessoas, nos últimos 24 anos (1995-2019), as fiscalizações resgataram mais de 54 mil trabalhadores em condições análogas à escravidão no Brasil. Desse total, 22% dos trabalhadores resgatados nasceram no Maranhão.

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Maranhão é o estado de origem do maior número de brasileiros vítimas de escravidão contemporânea. De 2003 a 2018, foram resgatados 8.119 trabalhadores nascidos no estado em todo território nacional.

Entre os municípios maranhenses com maior número de trabalhadores egressos estão Codó (357 pessoas), Açailândia (326), Pastos Bons (267), Imperatriz (230) e Santa Luzia (191).

Dados do Ministério Público do Trabalho (MPT) apontam que o Maranhão é o estado de origem de 22,28% de trabalhadores resgatados em todo o país em condições análogas ao trabalho escravo e o estado ocupa, atualmente, o primeiro lugar no Brasil nesse tema.

Em outro levantamento divulgado pelo MPT em março de 2019 o Maranhão liderava o ranking de mulheres resgatadas em situação de trabalho escravo. Conforme o MPT, nos últimos 15 anos o estado teve 313 mulheres resgatadas neste tipo de situação.

G1 Maranhão

Boletim Epidemiológico confirma 97 casos de COVID 19 e registra óbito nesta segunda-feira em Nova Olinda do MA

0

A Secretaria de Saúde de Nova Olinda do Maranhão, divulgou às 15:00 horas desta segunda-feira  (25), o Boletim Epidemiológico que registrou mais 12  casos positivos da COVID 19.

O número registrado nesta segunda-feira  (25.05)  ( representa as últimas 48 horas do último boletim).

O número de casos confirmados subiu 85 para 97 em apenas 48 horas em Nova Olinda do Maranhão.

Foram realizados mais 23 novos testes em pacientes com suspeitas de COVID 19. Dos 23 testes, 12 foram positivos e 11 negativos.

ÓBITO REGISTRADO NESTA SEGUNDA-FEIRA

A Secretaria de saúde, informou que um homem de 80 anos de idade, com comorbidades (hipertensão) que testou positivo nos últimos dias, faleceu de segunda-feira, o homem teve seu quadro de comorbidades agravado. O senhor era morador da zona rural de Nova Olinda do Maranhão. Óbito entra na lista de casos para a serem confirmados pela SES-MA.

No Centro de Saúde (antigo SESP), onde a equipe plantonista que atende os pacientes com os sintomas da COVID 19, o plantão se estende das 08:00 às 20:00 horas.

Todos os pacientes testados positivos, passam por uma avaliação médica e iniciam o tratamento com o kit de medicamentos que é ofertado aos pacientes.

PACIENTES RECUPERADOS

A boa notícia é que o total de pacientes recuperados da COVID 19, passou de 06 para 08 casos.

EVOLUÇÃO DO CONTÁGIO EM NOVA OLINDA DO MARANHÃO

Em apenas cinco dias houve os números de casos positivos elevarem-se rapidamente.

19.05 – Casos confirmados: 18

20.05 – Casos confirmados: 30

21.05 – Casos confirmados: 43

22.05 – Casos confirmados: 59

23.05 – Casos confirmados: 85

25.05 – Casos confirmados: 97

Informações: Secretaria Municipal de Saúde de Nova Olinda do MA

Alta de preços pressiona redes de saúde e ameaça ações contra covid no país

0

Comprar remédios, equipamentos hospitalares e insumos ficou mais caro no Brasil, em comparação aos preços praticados antes da pandemia da covid-19.

Hospitais e secretarias de Saúde relatam inflação de até quase 2.000% em produtos, fato que tem causado problemas em unidades públicas e privadas de saúde, que temem uma redução na capacidade de atendimento a pacientes.

Um dos problemas enfrentados é que, além de mais caros, produtos como os EPIs (equipamentos de proteção individual) precisam ser comprados em maior quantidade, visto o alto grau de contaminação do novo coronavírus.
A escalada nos preços está pressionando estados e municípios, que acabam gastando mais do que o orçamento previsto para a Saúde.
“Precisamos fazer uma escolha dura: ou aguardamos por preços menores, mas aí deixamos de ter o serviço ou o bem à disposição; ou pagamos o que o mercado pede no momento. É uma escolha bem complicada, e estamos tentando ao máximo ter transparência e seguir recomendações dos órgãos de controle. Mas a procura por esses itens está sendo muito maior, e o mercado está praticando sobrepreço”, afirma Januário Cunha Neto, presidente do Cosems (Conselho de Secretários Municipais de Saúde) do Amazonas.

Longo menciona, por exemplo, a elevação de preços de produtos indispensáveis, como as máscaras N-95. “Esse é dos artigos mais essenciais e custava em torno de R$ 3. Hoje, a gente tem encontrado a R$ 19 para fazer a compra. Outros insumos têm valores muito acima, cinco, seis vezes mais, e muitas vezes a gente precisa fazer importação”, acrescenta o secretário de Pernambuco.

Fonte: UOL

Senado e Câmara fecham acordo: eleição será dia 6 de dezembro

0

Portal e Notícias 

As lideranças partidárias do Senado e da Câmara entraram em acordo e irão votar em plenário o adiamento das eleições municipais deste ano para o dia 6 de dezembro. Nas cidades onde houver segundo turno, a data é 20 de dezembro.

O consenso foi em torno da proposta do senador Randolfe Rodrigues em consonância com outros parlamentares. “Como se trata de emenda constitucional, ficou decidido que a votação do acordo não será virtual, mas presencial”, revela o deputado federal Paes Landim.

A eleição presencial será em junho, pois o deputado revelou ao blog que as sessões voltam ao plenário no próximo mês. Na Alepi do Piauí, as sessões também voltam em junho, dia 1.

Com a alteração da data das eleições, os deputados Fábio Abreu (PL) e Fábio Novo (PT) também poderão adiar seus retornos à Câmara e Assembleia, respectivamente, para o mês de agosto. Se a data se mantivesse em 4 de outubro, eles teriam de voltar dia 1 de junho. Ambos são pré-candidatos a prefeito de Teresina.

Por parte do grupo do prefeito Firmino Filho (PSDB), o secretário municipal de Educação, Kléber Montezuma, também pode transferir sua saída da pasta para agosto. Além disso, o vereador Samuel Silveira (PSDB) pode disputar a reeleição. Ele havia desistido da disputa para permanecer na Semcaspi, mas nos bastidores se comenta que Samuel se arrependeu de não ter se desincompatibilizado.

“A proposta de transferência para 6 de dezembro deve passar sem problema”, avalia Landim.

Blog do Luís Cardoso.

5.271 pacientes estão recuperados da COVID 19 no Maranhão

0

O Boletim Epidemiológico divulgado neste domingo (24) às 18:30 pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), revelou que 5.271 pacientes já estão curados ou recuperados da COVID 19.

A notícia ruim é o contínuo avanço da COVID 19 pelo interior do Maranhão.  Em Imperatriz foram registrados 50 novos casos. Nas demais regiões foram registrados 1.096 casos.

207 municípios do Maranhão têm casos positivos da COVID 19. Apenas 10 não apresentaram casos da COVID 19.