Brasil tem mais de 2,5 milhões de professores

0

BRASÍLIA – O número de professores no Brasil passa de 2,5 milhões, segundo censos educacionais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) referentes a 2017. Desse universo, 340 mil professores estavam atuando. Hoje (15), no Dia do Professor, a Agência Brasilmostra as ideias de quem quer seguir a carreira e de docentes que não abrem mão da profissão.

Sobre a formação profissional dos que estavam em sala de aula, 4,3 mil têm diploma superior; 65,4 mil, especialização; 128,4 mil, mestrado; 143,4 mil, doutorado. Apenas 10 deles não tinham graduação.

A maior parte dos professores (2,192 milhões) é da educação básica, enquanto 349.776 são do ensino superior. As estatísticas educacionais contabilizam os profissionais uma única vez, independentemente de atuarem em mais de uma região geográfica, unidade da Federação, município ou etapa de ensino. Do total de professores, 345,6 mil estão na zona rural.

A maioria dos professores tem entre 30 e 39 anos. Mulheres representam quase 70% do corpo docente no país.

Censo

O Censo Escolar, que coleta dados da educação básica, é coordenado pelo Inep e realizado a partir de informações das secretarias estaduais e municipais de educação e escolas públicas e privadas do país.

A estatística sobre a educação superior, apontadas como a pesquisa mais completa do país, reúne informações sobre as instituições de ensino superior, seus cursos de graduação presencial ou a distância, cursos sequenciais, vagas oferecidas, inscrições, matrículas, ingressantes e concluintes e informações sobre docentes nas diferentes formas de organização acadêmica e categoria administrativa.

Portal Imirante

Maranhãozinho e Santa Luzia do Paruá classificam-se para a 2ª fase do Maranhense sub 17

0

Na última rodada do Grupo C do Campeonato Maranhense sub 17, realizada no último sábado (13), foram definidos os dois classificados da Região do Alto Turi para a 2ª fase do Campeonato Maranhense.

Precisando de uma vitória com três gols de diferença, Santa Luzia do Paruá venceu os meninos do NOEC – Nova Olinda por 4 x 1 e conquistou a classificação.

Já a equipe de Maranhãozinho manteve seu bom aproveitamento e venceu Presidente Médici por 3 x 0.

As duas equipes aguardam o encerramento dos grupos da capital para a definição dos adversários.

Definidos os semifinalistas do Novaolindense de Veteranos 2018

0

A última rodada da 2ª fase do Campeonato Novaolindense de Veteranos de 2018 foi realizada neste último final de semana que definiu os classificados para as semifinais da competição.

A 3ª rodada da segunda fase, foi iniciada na sexta-feira (12), onde o Real Madri goleou por 9 x 0 a equipe do Panema da Quadra B5.

No sábado (13), a Associação de Veteranos venceu o Flamengo do Plano B pelo placar de 2 x 1.

Na manhã deste domingo (14), o Sampaio Correia do Bairro do Trator venceu o Atlético da B4 pelo placar de 3 x 0

As semifinais acontecerão no próximo final de semana, na seguinte ordem:

Sábado (20.10.2018)

16:00 horas: Associação de Veteranos x Flamengo Plano B

Domingo (21.10.2018)

08:45 horas: Sampaio Correia x Real Madri

As equipes de melhores campanhas, somando 1ª e 2ª fase jogarão com a vantagem do empate nas semifinais.

CLASSIFICAÇÃO DA 2ª FASE

1º – AVNO – 09 pts

2º Sampaio – 09 pts

3º Real Madri – 05 pts

4º Flamengo PB – 01 pts

Liberdade religiosa deve ser garantida no país, diz Haddad

0

O candidato à Presidência da República, Fernando Haddad (PT), disse hoje (14), em São Paulo, que a liberdade religiosa no país tem que ser garantida e que sua preocupação é manter o Estado brasileiro aberto a todas as crenças. “O Estado não pode ter uma religião, ele tem que abraçar todas as religiões. Tem que acolher todos os brasileiros independentemente da crença. Eu vejo com preocupação quando uma igreja tem um projeto de poder. A minha preocupação é manter o estado brasileiro aberto a todas as crenças. Não podemos correr o risco de perder essa pluralidade”.

As declarações foram feitas pelo candidato ao ser confrontado sobre suas recentes afirmações sobre Edir Macedo, líder da igreja Universal, após encontro com representantes de entidades ligadas a pessoas com deficiência, em um hotel da capital paulista.

“Entendo que uma igreja não pode mandar no Estado brasileiro, independentemente de quais sejam. Por isso manifestei minha preocupação, sobretudo em relação a esse projeto de poder que foi anunciado há décadas e que agora parece se materializar em uma candidatura [de Bolsonador]. Acho que uma candidatura deve representar todos os brasileiros. O homem público deve estar aberto a qualquer crença. A liberdade religiosa deve ser garantida.”

Questionado sobre a entrevista dada por Fernando Henrique Cardoso, na qual o ex-presidente afirma que havia um muro em relação a Bolsonaro e uma porta em relação à Haddad, o candidato disse que, em nome da democracia, essa porta estará sempre aberta. “Independentemente do PSDB ser oposição ou situação no próximo governo, se eu for eleito, o mais importante hoje é garantir as liberdades democráticas, que estão em risco no nosso país, como ele próprio [Fernando Henrique] reconhece na entrevista. Ele fala em um muro que o separa do mundo do Bolsonaro, que é um mundo de violência”, disse.

“[Eu e FHC] temos respeito mútuo um pelo outro. Uma porta não é um obstáculo para defender o país da ditadura, da tortura, da cultura do estupro. Uma porta não pode ser impedimento para reestabelecermos a ordem democrática no país”, completou.

Haddad criticou a onda de notícias falsas (fake news) que estão sendo disseminadas pelas redes sociais, especialmente pelo aplicativo WhatsApp, e considerou que isso põe em risco o pilar da democracia. “A democracia está em risco, acordem, esse é o apelo que eu faço. Chega de mentiras covardes, onde nós vamos parar? Para ganhar voto precisa fazer isso?”, disse.

“Isso põe em risco não só essa eleição. E as futuras eleições? E o futuro do país? Será que ninguém está preocupado com isso? Não se ganha uma eleição dessa maneira. É ruim para o Brasil. Vamos debater propostas.”

Pessoa com deficiência

Ao participar neste domingo de encontro com os representantes de pessoas com deficiência, Haddad assinou um termo de compromisso com ações que devem avançar em relação à Lei Brasileira de Inclusão, de 2015. “Aqui temos novos compromissos que avançam em políticas adicionais, com as quais estou me comprometendo com muita honra. Nosso governo estará muito aberto à participação de todas as entidades que congregam os valores e desejos de uma maior participação da comunidade da pessoa com deficiência na vida nacional, na escola, no trabalho, na vida pública, na política, na universidade.”

O candidato citou a política adotada durante sua gestão no Ministério da Educação, em que os beneficiários do programa de prestação continuada do governo federal que foram levados para as escolas. “Foram praticamente 400 mil crianças com alguma deficiência que recebiam benefício e não frequentavam a escola”, disse.

“Nós criamos um programa chamado BPC [Benefício de Prestação Continuada] na Escola, que significava exatamente isso, que nós íamos de porta em porta, promovendo a busca ativa, esclarecendo as famílias de que elas tinham o direito e o dever de matricular suas crianças”, acrescentou.

O candidato lembrou ainda que houve, em sua época de ministro, aporte de recursos expressivo para desenvolvimento e uso do livro falado; capacidade de impressão de livros em braile; e investimento nas licenciaturas de pedagogia voltadas para formação de pessoas com deficiência.

Fonte: Agência Brasil

Bolsonaro diz que seu plano de privatizações agrada ao mercado

0

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, disse hoje (13) que o plano de privatizações previsto por sua campanha, caso seja eleito, será de inteiro agrado do mercado e que, em princípio, as primeiras estatais que serão alvo de análise para privatização serão as criadas pelos governos do Partido dos Trabalhadores. Segundo ele, as privatizações serão realizadas com responsabilidade.

“Em um primeiro momento, aquelas quase 50 estatais criadas pelo PT e ainda sobram 100. Essas outras têm que ter um modelo para privatizar com responsabilidade, logicamente que as estratégicas não privatizaremos, como Banco do Brasil, Caixa Econômica e Furnas, entre outras. Mas, como um todo, tenho certeza que o mercado vai gostar do nosso plano de privatização porque é uma maneira a mais de combater a corrupção e o Estado tem que estar com aquilo que é essencial nas suas mãos, que são as estratégicas”, avaliou.

Com relação às propostas para a área da saúde, o candidato pelo PSL disse que prioritariamente é preciso combater à corrupção para que sobrem recursos para serem aplicados em outras áreas. As declarações foram dadas ao deixar a casa do empresário Paulo Marinho, onde gravou o programa político partidário.

Violência

Bolsonaro também voltou a falar sobre o aumento da violência motivada por disputas políticas. Ele citou a facada sofrida por ele, em Juiz de Fora, no dia 6 de setembro, e disse que lamenta esse tipo de agressão, que classificou de “bastante violenta”.

“Gostaria que elas parassem. Me acusam de intolerante, mas quem levou a facada fui eu. Se eu tivesse poder de apenas falar para evitar tudo isso, eu exerceria esse poder. Apelo a todos do Brasil que deixem as paixões de lado. Não estamos disputando uma partida de Fla-Flu”, afirmou o candidato.

Bolsonaro não confirmou se participará dos dois debates que estão marcados para segundo turno. Ele disse que, mesmo se for liberado pelos médicos na avaliação que fará quinta-feira (18), pode não comparecer, “como estratégia de campanha”. No entanto, afirmou que, se Haddad quiser debater com ele na rua, na frente de jornalistas, aceitará o debate.

Investimento nas Forças Armadas

O presidenciável disse ainda que, se eleito, investirá mais nas Forças Armadas, que, segundo ele, ficaram esquecidas nos últimos anos. “Investir no Exército é benéfico para a própria economia. Vamos tratar com respeito e consideração.”

Para o candidato, isso não ocorreu ao longo dos últimos 30 anos.

Fonte: Agência Brasil

Fora da degola: Sampaio vence e deixa zona de rebaixamento

1

O time do Sampaio Correa terá uma viagem retorno para São Luís mais aliviada. O Tubarão conseguiu uma vitória sofrida contra o Atlético Goianiense pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O gol que sagrou a saída do time boliviano da Zona do Rebaixamento, saiu aos 42 minutos do segundo tempo, dos pés de Maracás.

Com a vitória, o Sampaio chega à 16ª colocação com 32 pontos – empatado em número de pontos com CRB, Payssandu e Juventude – e superando esses adversários no número de vitórias (oito contra sete dos rivais). Já o Atlético-GO segue na sexta colocação com 45 pontos.

O Jogo
A partida foi bastante disputada, com o Tricolor de São Pantaleão saindo na frente, após uma falta que Danielzinho bateu da intermediária e o zagueiro Joécio cabeceou para o fundo da rede, fazendo 1 x 0. Esse placar a favor da Bolívia se manteve até o final do primeiro tempo.

Na etapa complementar, logo aos dez minutos, um lance de azar: o jogador do Atlético Goianiense, Julio César vai na linha de fundo, faz o cruzamento rasteiro, Joécio tenta afastar e marca contra para empatar o jogo.

Mesmo com o empate, o Tubarão não se abateu e conseguiu o empate. Julinho cobrou a falta, o goleiro Jefferson deu o rebote e Maracás aproveita para selar a vitória do time maranhense.

Descanso
O Sampaio Correa terá uma semana de descanso, já que o próximo confronto no sábado (20) será em casa, diante de sua torcida, no Castelão, em São Luís. O time enfrentará o Londrina (10° colocado na tabela). O jogo acontece às 21h.

Portal Guará

Boletos vencidos a partir de R$ 100 podem ser pagos em qualquer banco

0

A partir de amanhã (13), os boletos com valor a partir de R$ 100, mesmo vencidos, poderão ser pagos em qualquer banco. A medida faz parte da nova plataforma de cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) que começou a ser implementada em julho do ano passado.

Para serem aceitos pela rede bancária, em qualquer canal de atendimento, os dados do boleto precisam estar registrados na plataforma. Segundo a Febraban, os clientes que tiverem boletos não registrados na Nova Plataforma, rejeitados pelos bancos, devem procurar o beneficiário, que é o emissor do boleto, para quitar o débito.

O novo sistema permite o pagamento em qualquer banco, independentemente do canal de atendimento usado pelo consumidor, inclusive após o vencimento, sem risco de erros nos cálculos de multas e encargos. Além disso, segundo a Febraban, o sistema traz mais segurança para a compensação de boletos, identificando tentativas de fraude, e evita o pagamento, por engano, de algum boleto já pago.

As mudanças estão sendo feitas de forma escalonada, tendo sido iniciada com a permissão para quitação de boletos acima de R$ 50 mil. Entretanto, em junho deste ano, após dificuldades de clientes para pagar boletos, a Febraban alterou o cronograma.

A previsão inicial era que a partir de 21 de julho deste ano fossem incluídos os boletos com valores a partir de R$ 0,01. A expectativa era de que em 22 de setembro o processo tivesse sido concluído, com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros. Pelo novo cronograma, os boletos a partir de R$ 0,01 serão incluídos a partir do próximo dia 27 e os boletos de cartões de crédito, doações, entre outros, no dia 10 de novembro de 2018.

Segundo a Febraban, apesar de o sistema passar a processar documentos de menor valor, com volume maior, os bancos não preveem dificuldade na realização dos pagamentos, com base nos testes feitos nas fases anteriores. Com a inclusão e processamento desses boletos no sistema, a Nova Plataforma terá incorporado cerca de 3 bilhões de documentos – aproximadamente 75% do total emitido anualmente no país. Nas próximas fases, serão incorporados 1 bilhão de boletos de pagamento.

A Febraban lembra que a nova plataforma é resultado de uma exigência do Banco Central, com incorporação de dados obrigatórios, como CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento, valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.

Agência Brasil

No Maranhão menina de 13 anos degola o padastro para defender a mãe da morte

1

O delegado regional César Ferro informou que uma menor de apenas 13 anos de idade degolou o padrasto, na noite da última quarta-feira (10), por volta das 22h, no Bairro São José, em Presidente Dutra, interior do Maranhão, tentando defender a mãe que no momento era agredida e ameaçada de morte pelo companheiro.

De acordo com o delegado César Ferro, Jaqueliane Silva Marques que estava com um bebê de dois meses no colo quando começou a ser agredida violentamente e ameaçada de morte com um faca pelo seu companheiro Josimar Oliveira de Carvalho. “A menor, vendo aquela situação com a mãe e o irmão de dois meses de idade sendo agredidos e prensados contra a parede, e aí ele começou empurrar a enteada e a ameaça-la com a faca; nesse meio termo ela conseguiu pegar outra faca e sem olhar, deu um golpe pra trás atingindo o padrasto no pescoço que morreu na hora”, declarou César Ferro

Ainda em depoimento, mãe e filha relataram a César Ferro, as constantes agressões que sofriam de Josimar Oliveira, principalmente quando este chegava em casa embriagado. “Segundo elas, certa vez ele pegou o bebê da rede e jogou no chão, quase matando a criança”, afirmou o delegado

Mãe e filha se apresentaram espontaneamente na delegacia, prestaram depoimento e foram liberadas. “Ao que tudo indica até o momento, é que se trata de uma legítima defesa mesmo, porque todos são unânimes em falar que o indivíduo era bastante agressivo com sua companheira e seus filhos”, finalizou César Ferro.

 (Adonias Soares)

Hackers roubaram dados de 29 milhões de usuários do Facebook

0

O Facebook informou hoje (12) que 29 milhões de usuários da rede social foram afetados por uma invasão de hackers identificada no último dia 25 de setembro, que resultou no acesso a dados e informações desses perfis. A vulnerabilidade explorada pelos invasores já está corrigida. Não há informação sobre a nacionalidade das pessoas afetadas.

De acordo com a empresa, do total de pessoas atingidas pela invasão, 15 milhões tiveram nome e detalhes de contato revelados, incluindo número de telefone, e-mail ou ambos, dependendo das informações disponíveis em cada conta. No caso de outras 14 milhões de pessoas, os invasores acessaram os mesmos dois conjuntos de dados de contato, bem como outros detalhes em seus perfis, nome de usuário, gênero, local/idioma, status de relacionamento, religião, cidade natal, cidade atual reportada, data de nascimento, tipos de aparelhos usados para acessar o Facebook, educação, trabalho, 10 últimos check-ins ou locais em que a pessoa foi marcada, website, pessoas ou páginas que a pessoa segue e as 15 pesquisas mais recentes.

Para acessar os dados, os hackers exploraram uma vulnerabilidade de código do Facebook que existiu entre julho de 2017 e setembro de 2018. A vulnerabilidade foi resultado de uma complexa interação de três diferentes falhas de software e impactou a funcionalidade “Ver Como“, que permite às pessoas verem como seus perfis aparecem para outras pessoas. Isso permitiu que os invasores roubassem tokens de acesso ao Facebook, que foram usados para que eles pudessem ter acesso às contas das pessoas. Tokens de acesso são como chaves digitais que mantêm as pessoas logadas no Facebook para que não precisem digitar novamente sua senha toda vez que acessam o aplicativo.

Ao todo, segundo a rede social, cerca de 30 milhões de pessoas tiveram os tokens roubados, mas um milhão delas não tiveram os dados roubados pelos hackers, por isso a invasão de dados propriamente atingiu 29 milhões de usuários.

“As pessoas podem checar se foram afetadas visitando nossa Central de Ajuda. Nos próximos dias, enviaremos mensagens customizadas a cada uma das 30 milhões de pessoas afetadas para explicar quais informações os invasores podem teracessado, bem como medidas que elas podem tomar para ajudar a se proteger, incluindo de emails maliciosos, mensagens de texto ou chamadas telefônicas”, informou Guy Rosen, vice-presidente de Gerenciamento de Produto do Facebook, por meio de nota.

Ainda de acordo com a empresa, o ataque não atingiu outros produtos administrados pelo grupo, como Messenger, Messenger Kids, Instagram, Oculos, Workplace, Páginas, pagamentos, aplicativos de terceiros ou contas de desenvolvedores ou anunciantes. “Enquanto investigamos outras formas pelas quais as pessoas que estão por trás deste ataque usaram o Facebook, bem como a possibilidade de ataques em menor escala, continuaremos a cooperar com o FBI [a Polícia Federal dos EUA], a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos, a Comissão de Proteção de Dados da Irlanda e outras autoridades”, acrescentou Rosen.

Agência Brasil

NOEC -Nova Olinda busca classificação no Campeonato Maranhense sub 17

1

Neste sábado (13), será realizada a última rodada do Grupo C da fase classificatória do Campeonato Maranhense sub 17.

O NOEC – Nova Olinda buscará classificação jogando fora de casa contra a equipe de Santa Luzia do Paruá às 15:45 horas no estádio Serra Dourada.

A equipe do NOEC – Nova Olinda lidera o grupo C ao lado de Maranhãozinho com 4 pontos. As duas equipes estão muito próximas de conseguir a classificação para a 2ª fase.

As duas equipes podem até perder pelo placar mínimo, e mesmo assim, garantirão classificação para a fase da capital.

A rodada do Grupo C, será realizada amanhã (13), com os seguintes jogos:

15:45 horas: Santa Luzia do Paruá x NOEC – Nova Olinda (Serra Dourada)

15:45 horas: Maranhãozinho x Presidente Médici (Procopão)