Início do horário de verão em 2018 é adiado por conta das eleições

As eleições vão causar mudanças até no cronograma do horário de verão. Tradicionalmente, o início é a partir da meia-noite do terceiro domingo de outubro, mas neste ano foi adiado para dia 4 de novembro – primeiro domingo após o segundo turno. Com 15 dias a menos, o novo horário durará cerca de três meses, até o dia 6 de fevereiro de 2019.

No entanto, é possível que essa data ainda sofra modificações. O Ministério da Educação (MEC) solicitou ao presidente Michel Temer o adiamento do início do horário de verão em razão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A avaliação do MEC é que a alteração no horário poderia gerar confusão, fazendo com que candidatos possam perder o exame devido à alteração no horário.

Alterações

A decisão de adiar o início do horário de verão ocorreu no final de 2017, quando Temer atendeu a um pedido do ministro Gilmar Mendes, então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e assinou um decreto para reduzir o período com o objetivo de evitar conflitos com as eleições.

A expectativa é que a medida dê mais agilidade à apuração dos votos, pois a diferença máxima de fuso horário em relação a Brasília, também durante o segundo turno das eleições, continuará sendo de duas horas e não de três horas, como ocorre a partir da entrada em vigor do horário de verão.

Outro reflexo da medida deve ser percebido na divulgação dos resultados parciais da votação para presidente da República, que só pode começar após a conclusão da votação em todo país.

Estados

Neste ano, municípios do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, do Paraná, de São Paulo, do Rio de Janeiro, Espírito Santo, de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e do Distrito Federal adiantam em uma hora o relógio.

O leste do Amazonas, Roraima e Rondônia deixam o relógio atrasado em duas horas em relação a Brasília, enquanto Acre e parte oeste do Amazonas atrasam o relógio em três horas em relação ao horário oficial do país.

Provas

As datas das provas do Enem foram marcadas para os dias 4 e 11 de novembro. No dia 4, serão aplicadas as questões de linguagem, ciências humanas e redação, com duração prevista de 5 horas e 30 minutos. No dia 11, será a vez das questões envolvendo ciências da natureza e matemática, com duração de 5 horas. A abertura dos portões será às 12h e o fechamento, às 13h.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) não discute a possibilidade de alterar as datas das provas. Caso o pedido não seja acatado, o horário de verão começará à 0h do dia 4 de novembro e terminará em 16 de fevereiro de 2019.

Pesquisa diz que Brasil tem 12,7 milhões de desocupados

BRASÍLIA – O Brasil tem 12,7 milhões de pessoas desocupadas. Este é o resultado da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD), relativa ao trimestre de junho a agosto deste ano.

Segundo dados divulgados hoje (28), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desocupação, que mostra o índice de desemprego no país, no período foi de 12,1%. Esta indica uma queda de 0,6% em relação ao trimestre anterior: 12,7%.

A PNAD Contínua considera desempregada a pessoa que está sem trabalho, mas que tenha procurado emprego no período de até 30 dias antes da pesquisa.

O contingente da população ativa desalentada (4,8 milhões) no trimestre de junho a agosto de 2018 subiu em relação ao trimestre anterior (4,720 milhões). Em relação ao mesmo trimestre de 2017 (4,2 milhões), houve alta (3,9%).

São consideradas desalentadas pessoas com idade acima de 14 anos que não conseguiram emprego por não ter experiência, porque são jovens ou idosas demais para o cargo ou ficam fora da localidade.

Taxa estável

O IBGE estima que 4,3% estiveram nesta situação no trimestre de junho a agosto de 2018. A taxa ficou estável em relação ao trimestre anterior (4,4%) na comparação com o mesmo trimestre de 2017 (17,8%).

A taxa de subutilização – que soma desocupados, subocupados ou força de trabalho potencial – ficou estável.

No trimestre de junho a agosto foi de 24,4%, contra 24,6% do trimestre anterior. Em números absolutos foi de 27,5 milhões, 27,6 milhões no trimestre anterior e 26,8 milhões no mesmo trimestre de 2017.

A população ocupada é hoje de 92,1 milhões, um crescimento de 1,3%, ou mais de 1,2 milhão de pessoas, em relação ao trimestre móvel anterior. Em relação ao mesmo período de 2017, houve alta de 1,1%: 91,1 milhões.

O número de empregados no setor privado com carteira de trabalho assinada se manteve em 33 milhões. Já o número de pessoas que trabalham por conta própria cresceu 1,5% em relação ao trimestre anterior: 23,1 milhões.

Portal Imirante

Confira a agenda dos candidatos ao governo para sexta

Os candidatos ao governo do estado do Maranhão intensificam a agenda de campanha para sexta-feira (28). Dos candidatos que informaram a agenda de campanha, Roseana Sarney (MDB) e Flávio Dino (PCdoB) continuam cumprindo agenda por cidades do interior, Odívio Neto (PSOL) grava programa de rádio e TV e Roberto Rocha (PSDB) faz caminhadas.

Confira a agenda completa:

Flávio Dino (PCdoB)

9h – Caminha em Cândido Mendes

10h – Carreata em Godofredo Viana e Luís Domingues

11h – Carreata  em Carutapera

14h – Encontro Em Amapá do Maranhão

18h30 – Comício em Itinga

Maura Jorge (PSL)

A agenda da candidata não foi informada

Odívio Neto (PSOL)

Pela manhã –  Gravação de programa de rádio e tv.

Pela tarde – Das 14 às 19h, panfletagem na universidade Estácio, Canto da Fabril.

Ramon Zapata (PSTU)

A agenda do candidato não foi informada

Roberto Rocha (PSDB)

08h00- Caminhada no  Maiobão

Concentração noPosto da Avenida 7, entrada do Paranã

16h00 – Caminhada em São José de Ribamar

Concentração na Av. Principal na Entrada do Turiúba

Roseana Sarney (MDB)

10h -Pastos Bons
12h –  São João dos Patos
16h30 –  Colinas
19h –  São Domingos

Mais de 200 mil títulos de eleitor cancelados no MA

Estado é o 6º do Brasil e o 3º do Nordeste em número de cancelamento; prazo para regularizar a situação terminou em 9 de maio deste ano; cadastro eleitoral será reaberto após o fim do 2º turno

Um total de 216.576 títulos de eleitor foi cancelado no Maranhão, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por falta de revisão cadastral, que abrange o cadastramento biométrico. O estado é o 6º do Brasil e o 3º do Nordeste em número de cancelamento de títulos. O prazo para regularizar a situação cadastral terminou em 9 de maio. Agora, o cadastro eleitoral está fechado e será reaberto após o fim do segundo turno, dia 5 de novembro.

No Brasil, a Justiça Eleitoral cancelou 3,4 milhões de títulos de eleitor, distribuídos em 1.248 municípios, em decorrência da falta de atualização cadastral. Isso significa que esses eleitores não poderão participar das eleições deste ano. Mais da metade (54%) dos cancelamentos foi em estados das regiões Norte e Nordeste do país. A Bahia é o estado com mais cancelamentos, 586 mil.

O Brasil tem 147 milhões de eleitores aptos a votar nas eleições de outubro. Desse total, 59% (87 milhões) já fizeram a biometria e 40% (59 milhões), não.

O eleitor que está em dúvida se teve ou não o título cancelado deve acessar o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no endereço eletrônico tse.jus.br, clicar no campo “situação eleitoral” e informar o nome completo e a data de nascimento ou número do título de eleitor. Se aparecer a palavra “regular”, o eleitor estará apto a votar.

SAIBA MAIS

Multa
De acordo com o TSE, a multa eleitoral decorrente do não comparecimento injustificado no dia da votação varia de R$ 3,51 a R$ 35,10, dependendo da análise do juiz eleitoral da região.

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) fica situado na Avenida Senador Vitorino Freire, no bairro Areinha, em São Luís. O telefone de contato é 2107-8888.

Número de títulos cancelados por Estado:

Acre 13.564
Bahia 586.333
Ceará 234.487
Espírito Santo 48.807
Goiás 219.426
Maranhão 216.576
Minas Gerais 213.172
Mato Grosso do Sul 61.502
Mato Grosso 18.074
Pará 204.914
Paraíba 123.885
Pernambuco 150.260
Piauí 100.260
Paraná 257.941
Rio de Janeiro 71.598
Rio Grande do Norte 92.663
Rondônia 33.611
Roraima 12.614
Rio Grande do Sul 167.116
Santa Catarina 125.585
São Paulo 375.169
Tocantins 40.890
Brasil 3.368.447

Fonte: TSE

Vice de Bolsonaro, General Mourão, critica 13º salário e férias

Candidato a vice na chapa do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), o general Hamilton Mourão (PRTB) disse que o 13º salário é uma “jabuticaba brasileira”, uma “mochila nas costas dos empresários” e “uma visão social com o chapéu dos outros”.

“Jabuticabas brasileiras. Décimo terceiro salário. Se a gente arrecada 12, como pagamos 13? É complicado. É o único lugar em que a pessoa entra em férias e ganha mais. Coisas nossas, legislação que está aí. É sempre a visão dita social com o chapéu dos outros, não com o chapéu do governo”, disse Mourão em palestra no Clube dos Diretores Logistas de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, na quarta-feira (26).

“[Vamos fazer] a implementação séria da reforma trabalhista. Sabemos perfeitamente o custo que tem o trabalhador, essa questão de imposto sindical em cima da atividade produtiva. É o maior custo que existe. E temos algumas jabuticabas que a gente sabe que são uma mochila nas costas de todo empresário”, completou o militar.

Bolsonaro manifestou-se nas redes sociais na sequência da publicação de reportagens sobre a fala de Mourão e desautorizou seu vice.

“O 13° salário do trabalhador está previsto no art. 7° da Constituição em capítulo das cláusulas pétreas (não passível de ser suprimido sequer por proposta de emenda à Constituição). Criticá-lo, além de uma ofensa à quem trabalha, confessa desconhecer a Constituição”, escreveu o candidato, que está internado para se recuperar de uma facada.

A manifestação de Mourão soma-se a outras de ampla repercussão que proferiu nas últimas semanas. Ele afirmou que casas com apenas mães e avós são “fábricas de desajustados” e chamou países latino-americanos e africanos com os quais o Brasil teve relações comerciais de “mulambada”.

Depois desses episódios, o general foi repreendido por Bolsonaro e, por decisão da cúpula da campanha, ouviu que não deveria mais participar de eventos públicos com frequência.

De sexta-feira (28) até quinta-feira (4), Mourão tem apenas compromissos fechados em sua agenda, sem acesso da imprensa ou do público. A coligação também o proibiu de participar de todos os debates de candidatos a vice até o primeiro turno, marcado para 7 de outubro.

Guru econômico de Bolsonaro, Paulo Guedes também tem evitado aparições públicas depois que reportagens que o tem como protagonista geraram rebuliço.

Na quarta-feira (19), a colunista Mônica Bergamo, da Folha, divulgou as propostas que Guedes apresentou a um grupo restrito de representantes do mercado: a criação de um imposto aos moldes da CPMF e a unificação da alíquota do Imposto de Renda em 20%.

A proposta assustou toda a cúpula bolsonarista, que nunca havia ouvido nada do tipo da boca de Guedes. Desde então, o economista tem cancelado compromissos em série.

Fonte: Portal Guará

“Peço perdão aos parentes da vítima”, afirma delegado acusado de assassinato em Vitorino Freire

O delegado da Polícia Civil do Maranhão, Marcelo Magno Ferreira Sousa, entregou-se, hoje, na sede da Superintendência da PC do Interior, em São Luís.

Ferreira é acusado de ter assassinado o homem identificado como Jobert de Jesus Silva, na noite da última terça-feira, na cidade de Vitorino Freire.

O crime ocorreu durante um show que comemorava o aniversário de emancipação política e administrativa do município.

Em seu depoimento, o delegado voltou a afirmar que o caso tratou-se de um acidente.

Disse que, ao tentar conter Jobert de Jesus, que apresentava estado de embriaguez e tentava, segundo ele, invadir o palco e o camarim, acabou atingindo a vítima com um disparo.

Em uma carta divulgada na imprensa, Magno Ferreira Sousa pediu perdão aos familiares da vítima.

“Peço perdão aos parentes da vítima, desculpas aos cidadãos, amigos e parceiros. Informo também que a Secretaria de Segurança não pactua com nossos erros, seja por culpa ou não”, disse em um dos trechos.

“Como autoridade policial venho esclarecer aos cidadãos de Vitorino que o que aconteceu foi uma fatalidade, infelizmente culminou com a morte de um ser humano, sou pessoa do bem, pai de família. Vou aceitar de cabeça erguida tudo o que me for determinado. Vou me apresentar novamente e ser recolhido hoje. Quem me conheceu sabe que sou uma pessoa que tratava todos com respeito e cordialidade, criei muitos amigos. Atendi com carinho as pessoas simples que me procuraram. E infelizmente aconteceu essa fatalidade que culminou com a morte desse rapaz. Da mesma forma que é uma tragédia para essa família é para a minha também, tenho 03 filhos, 05 irmãos, pai e mãe e todos estão sofrendo com isso”, completou o delegado.

Marcelo Magno Ferreira ficará detido na Delegacia da Cidade Operária.

Blog do Neto Weba

Rodada cheia no futebol novaolindense no final de semana

O próximo final de semana (29 e 30), a rodada do futebol novaolindense será muito movimentada com jogos do Campeonato Novaolindense de Veteranos, Campeonato Maranhense Sub 17 e Campeonato Intermunicipal.

CAMPEONATO DE VETERANOS – 2018

Mais dois jogos fecharão a 2ª rodada da segunda fase. Nesta fase, seis equipes brigam por vagas nas semifinais.

Sábado (29.09.2018)

16:00 horas: Sampaio do Trator x Panema

Domingo (30.09.2018)

08:45 horas: AVNO x Atlético B4

CAMPEONATO MARANHENSE SUB 17

A equipe do NOEC – Nova Olinda fará sua segunda partida na competição e fará a primeira partida diante da torcida novaolindense. Os garotos do NOEC jogarão às 14:00 horas contra a equipe de Presidente Médici no domingo (30) na preliminar da seleção de Nova Olinda do Maranhão.

14:00 horas: NOEC – Nova Olinda x Presidente Médici

CAMPEONATO INTERMUNICIPAL – 2018

A seleção de Nova Olinda do Maranhão, enfrenta a seleção de Maranhãozinho na última rodada da 1ª fase. A seleção novaolindense já está classificada para a 2ª fase, buscará a vitória para obter vantagens na fase seguinte.

16:00 horas: Seleção de Nova Olinda x Seleção de Maranhãozinho

Todos os jogos acontecerão no estádio Mangueirão. Na tarde do domingo (30), a equipe de esportes da Rádio Ieshuá FM fará toda a cobertura da jornada esportiva.

Policial é baleado por assaltantes no município de Santa Inês

SANTA INÊS – Um policial militar foi baleado durante uma troca de tiros com assaltantes no município de Santa Inês, nessa quarta-feira (26). O PM Kleiderson, como foi identificado, foi atingido com dois disparos na perna.

Segundo informações do policial, ele chegou a alvejar um dos criminosos, que fugiram. O PM Kleiderson foi levado a um hospital da cidade, passou por procedimento cirúrgico e já recebeu alta. Ele trabalha no município de Santa Luzia.

Portal Imirante

Confira a agenda dos candidatos ao governo para quinta-feira

Os candidatos ao governo do estado do Maranhão intensificam a agenda de campanha para quinta-feira (27). Dos candidatos que informaram a agenda de campanha, Roseana Sarney (MDB), Roberto Rocha (PSDB) e Flávio Dino (PCdoB) viajam  para cidades do interior e Odívio Neto (PSOL) grava programa eleitoral.

Confira a agenda completa:

Flávio Dino (PCdoB)

9h – Caminhada em Tutóia

10h30 – Caminhada em Água Doce

12h – Reunião em Paulino Neves

13h – Reunião em Paulino Neves

14h30 – Caminhada em Magalhães de Almeida

16h – Caminhada em São Bernardo

18h30- Comício em Araioses

Maura Jorge (PSL)

A agenda da candidata não foi informada

Odívio Neto (PSOL)

Manhã – Reunião com assessores de campanha.

14h – O candidato grava programa eleitoral de rádio e Tv.

18h – Panfletagem na universidade Pitágoras.

Ramon Zapata (PSTU)

A agenda do candidato não foi informada

Roberto Rocha (PSDB)

Viagem a Açailândia e Buriticupu

Roseana Sarney (MDB)

10h – Santa Luzia
15h – Arame
16h30 – Grajaú