Maranhão tem a segunda maior média de casos de hanseníase no país

0

Só no Maranhão tem uma média de 3 mil casos novos de hanseníase por ano, taxa de incidência da doença que faz com que o estado tenha o segundo maior número de casos do país. Segundo a coordenadora do Programa de Hanseníase da Secretaria Estadual de Saúde, Maria Raimunda Mendonça, a população dos 217 municípios é orientada a se informar e ficar atenta aos sintomas.

Qualquer mancha de pele, no Maranhão, é suspeita de hanseníase por conta desse grande número de casos que nós temos. A gente tem mais de 1.400 unidades de saúde com programas de hanseníase, encontrados nos 217 municípios. A gente estimula os municípios a divulgar os sinais de sintomas, a examinar as pessoas que vivem com os doentes de hanseníase, a reexaminar doentes, a questão da realização dos mutirões de atendimento, da intensificação de atendimento nas rotinas das unidades também”, detalha Maria.

Vale lembrar que a hanseníase é uma doença bacteriana, transmitida através de fluidos e secreções das vias respiratórias, como nariz e boca. Por isso, não é necessário ter medo de encostar ou ter contato momentâneo com pessoas infectadas pelo bacilo. O importante mesmo é ficar atento aos sinais do seu corpo. Ao surgimento de qualquer mancha que tenha a perda ou diminuição da sensibilidade ao toque, ao calor ou frio, procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima. Quanto mais cedo o diagnóstico, menores as chances de sequelas. A hanseníase tem cura e o tratamento está disponível gratuitamente no SUS. Por isso, não esqueça: identificou, tratou, curou.

Por Diego Emir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.